close

Churrasco

LATEST POSTS from Churrasco

Promoções yuze: Kit de Facas Titanium Black & Silver com 15% no site yuze!

Elegantes, únicas, com tecnologia em cerâmica avançada: recente inovação entra em promoções no site yuze!

Recentemente lançado no mercado, o kit de Facas Titanium Black & Silver vem com mais uma alegria para os apaixonados pelo design, pela alta qualidade e tecnologia, e por todos os produtos yuze: promoções! Sim! Com a chegada desta inovação entre os nossos produtos disponíveis no mercado digital, esse é o momento ideal para você que esperou para adquirir essa inovação yuze em um momento especial. E são vários descontos pelo site:

O kit de facas Black & Silver e a Tesoura Fatiadora, que aliás, é outra recente inovação yuze, e essa é de #arrepiar!

O kit de facas Black & Silver yuze e a Tábua de Cortes ou a Placa de Cortes Gourmet yuze!

O desconto? É 15% em cada um dos produtos! >> http://htl.li/5MnR30jyT1m Aproveite para renovar a sua cozinha e o seu dia a dia como você merece!                                              yuze: your day, your way. www.yuze.com.brabc

Saiba mais sobre a Pedra de Sal do Himalaia

Com informações de Banca do Ramon

Porque utilizar a Pedra de Sal Rosa?

A pedra de sal rosa é super prática e saudável, já que a mesma tempera os alimentos ao ser aquecida. Por ser uma pedra de Sal Rosa do Himalaia apresenta inúmeros benefícios como: regular o funcionamento do metabolismo, aumenta a hidratação do corpo,previne câimbras musculares, diminui a pressão arterial, elimina toxinas do corpo, fortalece os ossos graças ao cálcio e melhora a absorção de nutrientes pelo organismo. A pedra de sal do Himalaia costuma ter o tamanho 30cm por 20cm, espessura de 4cm, podendo variar de tamanho dependendo da marca. Mas afinal, pra que serve a pedra de sal rosa? Serve para preparar pratos como carnes, peixe, frango, legumes ou vegetais o sal rosa passa para os alimentos sem você precisar fazer nada apenas aquecendo a pedra, não há necessidade de colocar mais sal.  

Instruções importantes de aquecimento (tarda 40 minutos):

  • Para aquecer a pedra de sal rosa do himalaia você precisará de um forno a gás. lenha ou uma churrasqueira com brasa. Em caso de utilizar o forno elétrico, coloque um anel de metal entre a placa e a superfície do forno de aquecimento, evitando contato direto.
  • Aqueça sempre a pedra totalmente seca
  • Coloque a pedra no forno a fogo baixo
  • Após 10 minutos aqueça o forno a fogo médio, após mais 10 minutos aqueça o forno a fogo alto
  • Passados demais 10 minutos, a pedra estará pronta para ser usada.
  • Para grelhados que requerem alta temperatura, você pode inclusive deixar a pedra ao forno em fogo alto por 10 minutos extras.

Cuidando de sua pedra de sal rosa:

Após o uso repetido, invariavelmente sua placa de sal irá mudar de cor, ficar mais opaca ou mesmo ganha a cor de alguns alimentos utilizados nela. Ela pode ainda desenvolver algumas pequenas rachaduras ou trincos. Não fique triste, o sal é um elemento natural e incomparável com metal ou aço, e este é o charme do produto.Para limpar a sua placa, aguarde que esta esfrie completamente. Umedeça a pedra com uma esponja com água e esfregue. Seque com papel toalha. Não há necessidade de limpar com detergentes já que a o sal possui propriedades antimicrobianas o que garante a sua limpeza.    abc

Como acertar o ponto da carne?

Com informações de Pingo Doce

Para conseguir o bife perfeito é preciso ter em conta três aspectos fundamentais quanto à carne: a qualidade, os cortes e os pontos. Basta seguir as nossas dicas e acredite que todos vão querer saber como conseguiu preparar um bife com tanta categoria.

Os cortes ideais

O gosto varia de pessoa para pessoa, mas os melhores cortes para a grelha ou frigideira são geralmente: Lombo: de espessura intermédia, esta carne é muito tenra e de primeira categoria. É o bife perfeito para selar em lume forte Bife do redondo: inclui a alcatra, a rabadilha e o pojadouro. São bifes de espessura intermédia Acém redondo: com alguma gordura intramuscular, é considerado o corte mais premium do Angus. É ideal para grelhados Escalopes e bife da pá: finos e saborosos, são rápidos e perfeitos para fazer na frigideira. Ideais para acompanhar com molhos  

Os pontos da carne

O terceiro aspecto essencial na hora de levar o bife à grelha refere-se aos pontos da carne. Mais uma vez, a escolha de qual o ponto ideal varia de pessoa para pessoa, de gosto para gosto, mas damos-lhe a conhecer os pontos da carne para poder escolher o que se aproxima mais do seu gosto.
Os pontos da carne

Bastam uns minutos a mais para que a carne passe o ponto desejado. Tenha um relógio por perto, confirme os tempos e escolha o “seu ponto”

1. Selada

Tempo na grelha: 1 minuto (30 segundos de cada lado) Resultado: levemente cozida na superfície e crua no interior Os pontos da carne

2. Mal passada

Tempo na grelha: 2 minutos (1 minuto de cada lado) Resultado: a carne ganha uma crosta acastanhada e o interior continua vermelho vivoOs pontos da carne

  3. Ao ponto

Tempo na grelha: 4 minutos (2 minutos de cada lado) Resultado: a superfície fica uniforme e caramelizada e no centro permanece um tom rosado Os pontos da carne

 4. Ao ponto para bem

Tempo na grelha: 5 minutos (2 minutos e meio de cada lado) Resultado: exterior já bastante cozinhado; o tom rosado no centro é reduzido Os pontos da carne

 5. Bem passado

Tempo na grelha: 7 minutos (3 minutos e meio de cada lado) Resultado: carne cozida de forma uniforme num tom escuro; grande parte dos sucos da carne perderam-se Os pontos da carne (As durações recomendadas aplicam-se a bifes com cerca de dois a três centímetros de altura)

Dicas para cozinhar bifes

• Retire a carne do frigorífico e coloque-a à temperatura ambiente, entre 20 a 60 minutos, antes de ser cozinhada. Evite tirar a carne do frigorífico e cozinhar de imediato, já que os choques térmicos danificam as musculaturas internas da carne e conferem-lhe uma textura mais rija • Coloque a frigideira ao lume, deixe a superfície ficar bem quente, passe a carne por azeite e tempere com sal • Coloque a carne ao lume e deixe caramelizar de ambos os lados, de modo a criar uma crosta homogénea, em contraste com um interior húmido e suculento • Evite virar a carne com um garfo. Utilize antes uma pinça, de modo a não furar a carne e poder preservar os seus sucos • Não a vire mais de duas vezes, deixe o calor actuar e fazer o seu trabalho • Antes de empratar, deixe a carne repousar cinco minutos. Os sucos concentrados no interior devem retornar à superfície, ao mesmo tempo que as fibras musculares relaxam. O resultado é um bife tenro e muito suculento • Acompanhe com batata doce assada, batatas assadas com queijo ou risotto de cogumelos.

Sabores adicionais

Alho: corte o alho e esfregue-o em ambos os lados da carne enquanto cozinha o bife Manteiga: adicione uma noz de manteiga e deixe derreter. A manteiga vai fundir-se com os sucos da carne. Ao empratar verta o molho por cima do bife Tomilho fresco: coloque directamente na frigideira ou sacuda levemente em cima da carne antes de retirar do lume Molhos: devem ser adicionados no momento de servir o bife. Sugestões: maionese, pesto, barbecue, mostarda ou molho teriyakiabc

Temperos no lugar de sal grosso e frutas cítricas para reduzir a absorção de gordura

Com informações de Saúde IG

  O segredo está em reduzir aquilo que é menos tolerado pelo corpo, como gordura e sal – eles podem comprometer a saúde com mais rapidez. “Troque parte do sal grosso por temperos ”, sugere a nutricionista clínica Virgínia Nascimento, vice-presidente Associação Brasileira de Nutrição (Asbran). Tomilho e endro combinam com carne vermelha. Alecrim tempera melhor carne branca, em especial carne de aves. “O sabor dos temperos reduz a necessidade de sal, que pode ser usado em quantidades bem menores. Além disso, eles têm propriedades digestivas, que vão ajudar a eliminar o colesterol ruim do organismo”, afirma a especialista. Quanto à gordura das carnes, saiba que o carvão em brasa leva vantagem na hora de eliminar os excessos e evitar o ganho de peso . “Estudos já mostraram que a carne de churrasco absorve menos gordura que o alimento preparado em panela”, revela Virgínia. A nutricionista explica que a gordura pode ser mantida na carne durante o preparo, para garantir maciez e suculência, mas deve ser retirada na hora de comer. “Se for retirada antes, a carne vai acabar muito seca e haverá prejuízo ao sabor”, afirma Jandir Dalberto, diretor de operações da churrascaria Fogo de Chão. Além disso, todo alimento preparado em grelhas conserva mais seus nutrientes do que os cozidos na água. Só tenha cuidado com as carnes que acumulam muita gordura entre as fibras, gordura mais difícil de ser eliminada. Maminha e fraldinha são simples de separar a gordura, sendo que um pedaço de 60 a 80 gramas varia entre 100 e 150 calorias. Já a picanha acumula um pouco mais de gordura entre fibras, mas nada muito grave. Um pedaço sem a gordura evidente tem cerca de 130 calorias.

Sucos cítricos

Tente alternar o consumo de cerveja ou de caipirinha com sucos de frutas cítricas, pois elas têm propriedades muito úteis durante um churrasco. Primeiro, reidratam o corpo. Depois ajudam a compensar a perda causada pelo calor do verão com o consumo de bebidas alcoólicas, que são diuréticas. As frutas cítricas são ricas fontes em fibras solúveis , um tipo de fibra capaz de formar uma espécie de gel no estômago que absorve a gordura. A pectina, uma dessas fibras, se liga aos lipídios, fazendo com que parte deles seja excretada pelo organismo, em vez de absorvida. “Isso combate o colesterol ruim”, diz a nutricionista. Outra vantagem das frutas cítricas é sua capacidade de auxiliar na absorção do ferro presente nas carnes. “Enquanto o organismo se ocupa com a absorção do ferro, mais gordura acaba sendo eliminada”, explica. A melhor forma de consumir sucos de frutas cítricas é sem coar, para não perder os nutrientes do bagaço, e com frutas frescas. Evite os sucos industrializados. Só carne? É inegável que a grande estrela do churrasco é a carne e todo o resto pode facilmente acabar no esquecimento. Mas existem truques com outros alimentos que ajudam a realçar o sabor da carne. Abóbora, cebola e tomate são as combinações mais básicas, já bem conhecidas. Elas podem ser feitas separadamente, para a pessoa montar o prato com as quantidades que desejar, ou feitas em conjunto, num espeto previamente montado. A vantagem do espeto é evitar que a pessoa deixe de comer os legumes por preguiça e acabe abusando das carnes. O mesmo pode ser feito com berinjela, pimentão, cenoura e palmito pupunha. Só tenha cuidado com o preparo do tomate, que fica pronto bem antes dos outros alimentos. Todos estes alimentos não ultrapassam a casa das 30 calorias por 50 gramas, um índice bem baixo. A batata assada no papel alumínio, sem exagero porque ela é rica em carboidratos, também vale como acompanhamento saudável. “Tempere com orégano, sem nenhum sal. O sabor é excelente”, afirma a nutricionista. Até fatias de abacaxi podem ser assadas e combinadas em espetos de carne, com a vantagem de já trazerem consigo fibras solúveis.

Bem passada

Quem gosta de carne bem passada precisa ter cuidado para não exagerar porque o excesso de calor na carne ajuda a liberar substâncias tóxicas. Chamadas de nitrosaminas, estas substâncias estão associadas ao risco de câncer e de mutações genéticas. Não gosta de carne mal passada? Tudo bem. Dê preferência ao alimento ao ponto, sem sangue ao cortar. Além de mais saudável, a carne ao ponto é tida como mais saborosa.

Vegetarianos

Você gosta de carne, mas tem um grande amigo vegetariano que acaba passando fome em todo churrasco. Uma boa dica são os espetos de tofu temperado. Eles são uma fonte de proteína e vão evitar que seu amigo vegetariano acabe estufado de tanto pão com vinagrete. Capriche nos acompanhamento, mas tenha cuidado com o pão de alho. Ele é um verdadeiro vilão dos churrascos. As versões já prontas, vendidas em mercados e açougues, são altamente calóricas, carregadas em gordura saturada. Não é difícil preparar um pão de alho em casa. Use oito dentes de alho picados para cada colher de sopa de maionese e acerte a consistência da pasta com queijo minas cremoso. Tempere com sal e orégano.

Sente para comer

Em vez de montar o prato e fazer uma refeição no churrasco, muita gente prefere apenas petiscar uma carne aqui e outra ali. O problema disso é que não dá para mensurar quanta comida a pessoa realmente ingeriu. O petisco aparentemente inofensivo pode se tornar uma refeição constante, que passa facilmente das 3 mil calorias. A primeira dica é não pular refeições antes do churrasco. Isso ajuda a não chegar com aquela fome exagerada, fatal para os abusos. Prepare seu prato com os acompanhamentos para ter uma real noção do que vai ingerir. Evite mais de uma fonte de carboidratos, opte por pão ou arroz ou farofa. Se quiser beliscar mais carne depois, já estabeleça uma quantidade previamente, considerando o que você colocou no prato. E tente comer essa carne pelo menos três horas depois da primeira refeição para fracionar a alimentação e não se sentir tão pesado. Mesmo com todas essas dicas, o churrasco é uma refeição que acaba sendo mais pesada e, por isso, precisa ser compensada no dia seguinte. Tome bastante água e sucos naturais, valorize uma alimentação mais leve, com bastante salada. E fuja do sedentarismo praticando exercícios com regularidade.   abc

6 receitas de acompanhamento para o churrasco

 

Com informações de Destemperados

  Vai preparar um churrasco e quer servir alguns acompanhamentos? Selecionamos aqui seis receitas que vão super bem com carne, desde o famoso feijão mexido até a farofinha de bacon e banana.
Foto: Omar FreitasFoto: Omar Freitas

ARROZ BIRO-BIRO 6 porções / 20min

3 xícaras (chá) de arroz 1 cebola picada 1 dente de alho picado 3 ovos 300g de bacon 1/2 xícara (chá) de ervilhas frescas 1 pacote de batata-palha Tempero-verde Azeite Pimenta-do-reino Sal

Você vai precisar de

1 panela média 1 frigideira grande antiaderente 1 prato fundo 1. Em uma panela média, aqueça o azeite e refogue a cebola e o alho. 2. Coloque o arroz e refogue mais um pouco. 3. Acrescente a água e tempere com sal. Deixe cozinhar. 4. Enquanto isso, misture os ovos em um prato fundo. Reserve. 5. Frite o bacon em uma frigideira grande antiaderente. 6. Acrescente os ovos à frigideira. 7. Após fritar, tempere com sal e pimenta-do-reino. 8. Acrescente as ervilhas e mexa bem. Retire do fogo e reserve. 9. Quando o arroz estiver pronto, misture-o ao refogado de ovos, bacon e ervilha. 10. Sirva com batata palha e tempero-verde.
Foto: Omar FreitasFoto: Omar Freitas

FEIJÃO MEXIDO 10 porções / 30min

1kg de feijão preto 2 1/2 xícaras (chá) de farinha de mandioca 250g de bacon 250g de charque (dessalgado e cozido) 250g de linguiça 2 cebolas picadas 2 dentes de alho picado 2 ovos cozidos Tempero-verde Pimenta-do-reino Sal

Você vai precisar de

1 panela (preferencialmente, de pressão) 1 frigideira antiaderente 1 panela pequena 1. Coloque o feijão para cozinhar na panela de pressão. 2. Em uma frigideira antiaderente, frite o bacon e a linguiça. 3. Adicione à fritura, o alho e a cebola. Refogue. 4. Acrescente o charque e misture bem. Reserve. 5. Quando o feijão estiver cozido, acrescente a mistura que está na frigideira à panela. 6. Tempere com sal e pimenta-do-reino. 7. Aos poucos, adicione a farinha de mandioca, até engrossar. Reserve. 8. Em uma panela pequena com água, cozinhe os ovos. Pique-os e reserve. 9. Pique o tempero-verde. Reserve. 10. Sirva o feijão com os ovos e o tempero-verde por cima.
Foto: Omar FreitasFoto: Omar Freitas

FAROFA DE BACON E BANANA 2 porções / 15min

1 xícara (chá) de farinha de mandioca 100g de bacon 1/2 cebola picada 1 dente de alho picado 1 banana picada 1 colher (sopa) de manteiga Pimenta-do-reino Tempero-verde Sal

Você vai precisar de

1 frigideira antiaderente 1. Em uma frigideira antiaderente, refogue o bacon com a manteiga. 2. Quando o bacon estiver soltando a gordura, acrescente a cebola e o alho. Refogue bem. 3. Adicione a banana picada e misture. 4. Aos poucos, adicione a farinha, mexendo sempre, até ela parecer tostada. 5. Tempere com sal e pimenta-do-reino. 6. Retire do fogo e acrescente tempero-verde na hora de servir.
Foto: Omar FreitasFoto: Omar Freitas

CHIMICHURRI 1 porção / 10min

500g de adobo (tempero uruguaio) 2 dentes de alho picado 1 pimentão vermelho picado 1 cebola roxa picada Tempero-verde 300ml de vinagre 1/2 xícara (chá) de água quente 1 xícara (chá) de azeite

Você vai precisar de

1 tigela grande 1 vidro com tampa 1. Passe o adobo na água quente reserve. 2. Misture bem o alho, o pimentão, a cebola, o tempero-verde, o vinagre e o azeite. 3. Acrescente o adobo à mistura e mexa bem. 4. Coloque em um vidro com tampa e leve à geladeira. Não mexa por cinco dias. 5. Sirva no churrasco para ser consumido junto da carne.
Foto: Omar FreitasFoto: Omar Freitas

QUIBEBE 10 porções / 60min

1 abóbora cabotiá média 3 colheres (sopa) de óleo 4 dentes de alho amassado 1 cebola picada 1 colher (café) de açúcar Pimenta-do-reino Sal

Você vai precisar de

2 panelas grandes 1 colher de pau 1. Descasque a abóbora e corte-a em pedaços. 2. Cozinhe a abóbora em uma panela grande com água fervente por 15min. Reserve. 3. Em uma panela grande, refogue o alho, a cebola e o açúcar no óleo. 4. Adicione a abóbora já cozida e refogue mais um pouco. Se necessário, adicione 1/2 xícara (chá) de água. 5. Mexa bem, preferencialmente com uma colher de pau, até que a mistura fique com consistência cremosa. 6. Tempere com sal e pimenta-do-reino e misture. 7. Sirva com tempero-verde salpicado por cima.
Foto: Omar FreitasFoto: Omar Freitas

CHORIPAN 6 porções / 10min

6 pães franceses 6 salsichões Azeite

Você vai precisar de

Churrasqueira 1 assadeira 1. Corte os pães ao meio. Se desejar, aqueça os pães no forno por 5min antes de cortá-los. Reserve. 2. Coloque um salsichão picado em cada metade dos pães. 3. Leve à churrasqueira para assar até dourar. 4. Regue os pães com azeite e sirva.abc

5 fundamentos que você precisa ter para realizar cortes de carne

Com informações do Sociedade da Carne por Sociedade de Carne

 

A arte de realizar cortes de carne passa por alguns fatores. Primeiro a faca de churrasco, que precisa estar afiada, ser confortável, ter boa pegada e ser apta para esse trabalho. Em segundo, o conhecimento do churrasqueiro, que além de ser importante para realizar os cortes de carne, ainda contam para o resultado de sua reunião gastronômica. No entanto, existem alguns fatores que são básicos na hora do churrasqueiro cortar as peças de uma maneira ideal. Separamos 5 conceitos que todo comandante da churrasqueira precisa saber para fazer cortes de carne corretos e que passem longe de qualquer suspeita. Afie a faca e separe as peças. O churrasco está prestes a começar!

  • Limpeza e organização

    Antes de começar a realizar os cortes, é importante lembrar de deixar todo ambiente limpo e organizado, tudo para que você tenha uma agilidade maior ao fazer os cortes de carne. Então, se certifique que seu ambiente de trabalho, seja bancada, pia ou mesa, esteja livre e limpo para seu trabalho. Ah, e não esqueça de lavar bem suas mãos. Isso não só evita contaminações, mas também mostra a seus convidados que você está preocupado com a higiene de seu evento.
  • Conhecimento e objetivo

    É muito importante ter conhecimento sobre a peça que você vai trabalhar. Afinal, elas não são iguais e cada uma tem um cuidado diferente. O objetivo com o qual a peça será feita também influência, principalmente na espessura. Por exemplo: enquanto a grossura recomendável para bifes assados na grelha é de 2cm a 3cm, para peças feitas no espeto, o ideal são cortes de 5cm a 6cm.
  • Limpeza minuciosa

    Limpar a peça é muito importante. Livrar ela de todo sebo em excesso, gordura ou nervos desnecessários é a garantia de que nenhum convidado seu irá reclamar. Com uma faca bem afiada, retire toda impureza com movimentos suaves e tomando cuidado para não aprofundar muito os cortes – assim você evita que a gordura boa, responsável por parte do sabor e suculência da carne, seja prejudicada. E nada de lavar a peça! Além de não ser eficaz, faz com que ela perca sabor e suculência.
  • Olho nas fibras

    É quase que uma lei: antes de realizar qualquer corte de carne, é preciso identificar qual é o sentido da fibra. Esse é um dos segredos (senão o maior) para não oferecer um churrasco com peças duras. Lembra que cada tipo de peça tem sua individualidade? Pois então, algumas como a alcatra, por exemplo, precisam ser cortadas no sentido da fibra. Já para cortar a picanha é sempre contra a fibra.
  • Cortes parecidos

    Ao identificar as fibras, realize o corte de modo que a lâmina da faca deslize pela peça de maneira transversal, se atentando para o tamanho deles. Sempre que possível, deixe-os com dimensões parecidas. Se tiverem medidas muito diferentes, eles também vão assar em momentos diferentes, certo? Então, procure cortar de maneira igual. Com todas essas dicas bem fixadas em sua mente, a chance de realizar cortes de carne ruins é perto de zero. Todos esses conceitos garantem que as peças cumprirão bem o papel de manter o nível do evento. As carnes nobres que os associados do Clube do Churrasco têm acesso, além de exigirem muito menos trabalho para serem cortados, também elevarão o nível de seu evento de uma forma única. Veja os cortes de carne que já passaram por aqui e garanta um churrasco inesquecível.
 abc

Cuidados com as facas – limpeza a manutenção

Cuidados como limpeza, afiação, manutenção e conservação, com as facas e outros utensílios de cozinha, são fundamentais para sua qualidade e durabilidade,  evitando a ferrugem, cortes cegos, desenvolvimento de bactérias e outras consequências que irão afetar o seu desfruto e lazer na hora de prepara aquela refeição maravilhosa! Siga nossas dicas e seus utensílios terão um aumento em sua vida útil com maior qualidade:
  • Utilize as facas sempre para o tipo de fio e uso a qual foi projetada;
  • Use suas facas sobre tábuas de corte yuze ou de madeira,  materiais macios, evite o uso de tábuas de vidro ou diretamente sobre o aço, pois estes são os principais responsáveis por "cegarem" as facas, e não os alimentos em si;
  • Lave a lamina eliminando qualquer resíduo de alimento;
  • É recomendado que não lave suas facas em máquinas de lavar louça, o indicado seria lavar a mão, caso utilize esponja, use apenas o lado macio, evitando riscar sua faca;
  • Seque a lâmina cuidadosamente, caso sobre resíduo de água pode gerar ferrugem;
  • Mantenha sua faca sempre afiada, pois a força necessária para realizar o corte com uma faca cega é maior, aumentando o risco de acidentes.
abc

5 maneiras de afiar uma faca: ao estilo homem das cavernas ou homem social?

O sucesso de uma receita depende do seu preparo, não é? É nele que tudo começa. Pois bem, na hora de preparar carnes, o sucesso, e isso os churrasqueiros profissionais confirmam, está também na afiação da lâmina da faca. E ela faz toda a diferença! Um corte cego muda a aparência do prato, não muda? Além disso, o corte fino e perfeito depende não apenas do dom do churrasqueiro, mas também de uma lâmina afiada! Por isso, a afiação das lâminas de uma faca na hora de preparar ingredientes é essencial. Você já deve ter ouvido muitas histórias e muitas dicas sobre como afiar a faca em casa de maneira simples e prática, não é? E às vezes até experimentado alguma delas? (fica a pergunta!) Consideremos que afiar facas pode não ser uma tarefa muito simples dependendo das ferramentas que você possui pra isso! (isso é, na verdade, completamente verdade). Pensando nisso, em toda essa dificuldade que muitas pessoas experimentam até hoje, a yuze elegeu 5 maneiras, algumas delas bizarras (sim, ainda mais com toda a tecnologia existente) de afiar uma faca. Veja, com calma, e ao final nos responda: você, como você afia suas facas hoje? Está preparado para voltar no tempo?

1. Afiando a faca na pedra?

Sim, é muito comum, na falta de algo prático dentro de casa no momento de cozinhar, uma saída simples é afiar a faca na pedra, não é? Você já viu alguém fazendo isso? Como foi a experiência? Tudo bem, sabemos que isso é mais comum do que imaginamos, embora exista uma tecnologia incrível e totalmente acessível para essa função. Higiene? Não existe aqui. Praticidade? Onde está? Você sabe, afiar em pedra é uma tarefa para profissionais, portanto, se você não sabe usá-la, corre o risco de danificar sua faca. Se a afiação na pedra não for feita na angulação correta, em vez de afiar sua faca, você vai deixá-la mais cega!

2. Com Chaira?

Oi? Com o quê? Sim... Por mais indelicado que seja... Você já viu uma situação dessa?? Acho que não temos como comentar, já que todos os argumentos possíveis são contrários. Mesmo assim, para profissionais, a chaira é um ótimo instrumento para fazer o alinhamento do fio da faca. O problema é quando você não sabe usar a chaira! Se você não passar a faca na angulação correta, o fio vai acabar desalinhado.

3. No esmeril? (OMG)

Quanto espaço e quanta dificuldade para afiar um faca neste processo? Além do perigo! Ferramentas neste tamanho e com todo esse design ultrapassado já não fazem parte da nossa realidade. Alguém ainda insiste na eficiência deste produto? Veja, então, POR FAVOR, a opção número 5! Ao afiar facas no esmeril sem aplicar a pressão correta, a faca acaba criando aquela "barriga" na lâmina. Ninguém merece, né?

4. Na xícara?

A ideia é afiar a faca, certo? Tudo bem que a xícara talvez fique um pouco riscada.. mas, quem nunca quebrou o galho assim? Afinal, no dia a dia, nada como ter a praticidade de afiar uma faca em uma xícara, não é? (.....) Sim, fomos irônicos.

5. Com afiador de facas yuze (lindo!)

Por último, elegemos a forma mais prática, simples e incrivelmente elegante para isso! Podemos compará-lo com as opções anteriores? Pois bem, comparado à pedra, a higiene já está rendida no processo 1. E o afiador yuze ainda sai na frente, por ser muito mais higiênico que a pedra de amolar. Dificuldades no processo 1: encontrar uma pedra, desconforto no processo, perigo, preço: você sabia que pedras de amolar profissionais chegam a custar R$1000? Afiador de facas yuze: Preso por ventosa, onde você preferir: em qualquer superfície lisa! Como afiar facas no afiador yuze: facilidade total, basta deslizar, com muita leveza e suavidade, a faca no afiador, sempre com movimentos para trás: muito simples! Segurança? Total! Sem perigo, sem desconforto, sem incômodo nenhum! Quantas coisas já elegemos na primeira comparação, não? Mas vamos em frente! Comparado à chaira... o que é mesmo isso? O desconforto no processo já é totalmente aparente... sem falar que é enorme e deve ocupar bastante espaço, não? Bom, elegância, charme ou qualquer outra coisa relacionada à aparência - nota 0! Afiador yuze: simples, pequeno, moderno, design lindo! Em poucas palavras: perfeito. Precisa comparar mais? Na verdade, acreditamos que esta opção nem precisava. Com o terceiro exemplo, também podemos pular? O esmeril é um produto totalmente fora de moda! Enorme, que ocupa um espaço grandioso na cozinha! Sem falar do perigo e do desconforto para usá-lo. Novamente, não precisamos de comparações com o afiador de facas yuze... é até injusto! As imagens destes produtos já dizem tudo! Por último, e não menos ruim, afiar facas em uma xícara não é um processo bom, certo? Além de riscar e desgastar a porcelana das suas xícaras, é um processo que depende de muitas tentativas para quem sabe, quem sabe, um sucesso! É desgaste de manuseio, de utensílios e tempo! O afiador de facas yuze é perfeito para afiar a faca em qualquer momento da sua culinária. É preso por ventosa e possui lâminas vitalícias em cerâmica, que deixam o fio de qualquer faca de aço como se fosse novo! Além de tudo isso, possui design marcante, elegante e moderno! Quer só mais um motivo para experimentá-lo? Tem dois anos de garantia!

A vida é a gente quem faz. O dia a dia não tem receita.

yuze: your day, your way!abc

Dicas de como temperar seu churrasco

Embora, temperar a carne seja algo imediato no churrasco do final de semana, muitos churrasqueiros acabam pecando no tempero, pois caso o tempero estiver na medida certa e com os ingredientes certos, deixando a carne saborosa, além de provocar uma maior maciez na carne. O tempero mais comum e eficaz na hora de temperar a carne é o sal grosso, pois ele realça o sabor e mantém o suco da carne. Utilizado por muitos churrasqueiros profissionais, por vezes é o único ingrediente utilizado. Algumas vezes, a dúvida sobre quando e quanto de sal colocar na carne é recorrente, contudo não há uma medida exata para ser colocada, indicamos que coloque o sal grosso sobre a carne até que toda a área esteja coberta, deixe a carne descansar por até no máximo 30 minutos e leve para assar. Muito cuidado com o tempo de descanso da carne, caso ela passe do limite de tempo poderá perder sua maciez. Lembrando também, que quanto menor o corte da carne, menor será a grossura do sal. Para este tipo de tempero, as principais carnes são cupim, picanha, alcatra e costela. Outros tipos de carne, tais como frango, cordeiro e porco, aceitam com maior facilidade temperos mais variados. Alguns tipos de temperos podem ser utilizados para inovar nos sabores, por exemplo, molho barbecue, molho chimichurri, alecrim, tomilho, alho, azeite de oliva extra virgem, pimenta e outros mais, que irão surpreender os convidados. Uma dica importante, a ser acrescentada também, é evitar o uso de limão, vinagre ou água, como tempero antes de assar a carne, estes podem provocar desidratação da carne, deixando ela dura. Apesar de os acompanhamentos não fazerem parte do tempero, são indispensáveis, o arroz, maionese, salpicão de frango, pão de alho, saladas, farinha ou outros, serão fundamentais para o agrado dos convidados! Use da criatividade e aprecie os sabores! Com esta e outras dicas que esteremos publicando aqui no blog da yuze, você se tornará um grande mestre churrasqueiro.abc

INSTAGRAM